Chá e Perda de Gordura Abdominal

20 de junho de 2018

A Síndrome metabólica (SM) é normalmente diagnosticada com a ocorrência de três das cinco seguintes condições médicas: obesidade abdominal, glicose elevada, pressão arterial elevada, alto teor de triglicerídeos e baixos níveis de HDL. A federação internacional de diabetes estima que um quarto da população mundial adulta tem SM. A obesidade abdominal está associada com um aumento no risco de diabetes tipo 2. Na verdade 80% dos pacientes com diabetes tipo 2 estão sobrepesos ou obesos. Enquanto, uma perda de peso mesmo sendo pequena de 5-10% do peso corporal, pode reduzir significativamente os triglicerídeos e aumentar os níveis de HDL. Chá, uma das bebidas mais consumidas mundialmente, atrás somente da água tem muitos compostos, especialmente os polifenóis, conhecidos como catequinas. O chá verde e preto tem conteúdo de polifenóis similar. As catequinas como a epigalocatequina podem ser úteis na prevenção e tratamento da obesidade devido aos seus mecanismos potenciais que envolvem a inibição da diferenciação e proliferação das células de gordura, redução da absorção de gordura, aumento da oxidação da gordura, aumento do gasto energético e da utilização da gordura como fonte de energia.

Referência: ZHONG, X. Et al. Short-term weight-centric effects of tea or tea extract in patients with metabolic syndrome: a metaanalysis of randomized controlled trials, Nutrition & Diabates, v.5, 2015.

Estimule o apetite dos idosos

19 de junho de 2018

É importante comer uma variedade de alimentos para manter uma boa saúde, principalmente quando envelhecemos, mas é difícil comer se você não está com fome ou o alimento não parece apetitoso. Conforme envelhecemos precisamos de menos calorias, mas temos maior necessidade nutricional. Portanto, quanto menos você é capaz de comer, mais denso e nutricionalmente rico seu prato deve ser. Isso significa comer mais frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras, limitando o consumo de gordura saturada e carboidratos simples.

Para muitas pessoas, realizar refeições menores, mas frequentes pode ser mais prazerosos do que ter três refeições diárias maiores. Para incrementar a refeição podemos seguir alguns exemplos como se você gostar de torrada com geleia adicione um pouco de pasta de amendoim assim terá mais proteína e gordura insaturada. Ou se você gosta de atum tente colocar tomate ou queijo para ter vitaminas e cálcio extras. Tente combinar alimentos de cores diferentes, como por exemplo, brócolis com pimenta vermelha e macarrão ou, simplesmente salpicando salsinha no seu prato. Comer alimentos de várias cores também garante que você estará consumindo os nutrientes necessários.

Referencia https://wb.md2xGTTL3

A melhor bebida para perda de peso

14 de junho de 2018

Trocar bebidas carbonadas por água irá cortar muitas calorias no dia. Beber dois copos de água antes das refeições pode ajudar a dar uma maior saciedade. E beber água o suficiente tem efeitos positivos no metabolismo. Sucos podem ter muitas calorias, mas também muitos nutrientes. Daí o dilema: você quer as vitaminas e os antioxidantes, mas não quer o açúcar extra. Para isso tente consumir sucos de frutas naturais ou ainda aqueles com vegetais ou fibras adicionados que melhoram a saciedade. Referência: https://wb.md/2Hk9j7u

Conheça alguns alimentos subestimados

14 de junho de 2018

Muitos alimentos são consumidos devido as suas qualidades nutricionais, mas muitas vezes alguns alimentos ricos em nutrientes são subestimados e deixados de lado. Por exemplo, as ervilhas ajudam na saciedade, naturalmente reduzem o desejo de alimentos processados e diminuem a vontade de beliscar. Elas ajudam na saúde digestória e são ricas em nutrientes como carboidratos complexos, fibras, proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes; são ainda livres de glúten, não alergênicas e de fácil aquisição.

Quando pensamos em oleaginosas as primeiras que vem a mente são castanhas, amêndoas e amendoim. As nozes acabam sendo subestimadas, assim como a riqueza de seus nutrientes como o ômega 3, fibras, antioxidantes e outros nutrientes essenciais. Estudos mostram ainda que as nozes ajudam a reduzir o colesterol e o risco de diabetes e alguns tipos de câncer. Uma batata pequena cozida fornece em torno de 650 mg de potássio, sendo uma alternativa barata para combater a hipertensão arterial.

Uma porção de morangos, em torno de 8 unidades, contêm mais vitamina C do que uma laranja e 220 mg de potássio. Os morangos são ainda pobres em açúcar com uma porção apresentando apenas 7g deste e 45 kcal. São ainda uma excelente fonte de vitamina C e uma ótima fonte de ácido fólico e tiamina. O suco de laranja é outra importante fonte de vitamina C, apesar de seu alto conteúdo de carboidratos, mas estudos mostram que o seu consumo pode melhorar ou estar associado com uma melhor qualidade da dieta em crianças e adultos sem afetar o peso corporal. Referência: http://bit.ly/2M0NehV

Todo carboidrato engorda?

5 de junho de 2018

Estudos recentes mostram que uma dieta pobre em carboidratos e outra rica em carboidratos não diferem na quantidade de ganho de peso que você perde nos primeiros meses de dieta ou pelos dois anos seguintes. Os pesquisadores ainda afirmam que aqueles que consumiram 47-64 do total calórico de carboidratos tiveram o menor risco de tornarem-se obesos ou sobrepesos. Na verdade, qualquer caloria em excesso, seja de carboidratos, proteínas ou gorduras, pode leva ao ganho de peso. O importante é limitar o número de carboidratos de alto índice glicêmico e pobres em nutrientes como doces, pão branco, macarrão e batata e, optar por carboidratos complexos como os grãos integrais e legumes. Banir totalmente o carboidrato da dieta pode ser um mau negócio, pois pode levar a um aumento na vontade por beliscos sem controle.